sexta-feira, 26 de abril de 2013

Por isto precisamos orar e vigiar.

Para construir uma história leva-se uma 

vida inteira,

Para destruí-la basta uma atitude errada!

Jesus curava

Jesus curava
"Tem muitas pessoas que criticam as igrejas que prometem cura aos enfermos,mas o próprio Senhor Jesus operava a cura através da fé."
Quem crê será curado,quem não crê vai seguir uma vida de dor e lamentação batendo de porta em porta de hospitais,curandeiros...


Partindo Jesus dali, chegou ao pé do mar da Galiléia, e, subindo a um monte, assentou-se lá.
E veio ter com ele grandes multidões, que traziam coxos, cegos, mudos, aleijados, e outros muitos, e os puseram aos pés de Jesus, e ele os sarou,
De tal sorte, que a multidão se maravilhou vendo os mudos a falar, os aleijados sãos, os coxos a andar, e os cegos a ver; e glorificava o Deus de Israel. 
Mateus 15:29-31

quinta-feira, 25 de abril de 2013

O servo do centurião

O servo do centurião

De acordo com os evangelhos, um centurião romano pediu ajuda a Jesus por que um dos seus servos mais jovens estava doente. Jesus se ofereceu para ir à casa do centurião para realizar a cura, mas ele sugeriu que Jesus o fizesse à distância, pois ele não se considerava digno de tê-lo em sua casa. Ao ouvir isso, Jesus disse:
Em verdade vos afirmo que nem mesmo em Israel achei tamanha fé. Digo-vos que muitos virão do oriente e do ocidente, e hão de sentar-se com Abraão, Isaque e Jacó no reino dos céus; mas os filhos do reino serão lançados nas trevas exteriores; ali haverá o choro e o ranger de dentes....Vai-te e como creste, assim te seja feito. (Mateus 8:10-13)
E o garoto ficou curado na mesma hora.

A mulher de cananéia

Este episódio é um exemplo de como Jesus enfatizava o valor da fé, um tema que já aparecera quando Jesus curou o servo do centurião.

E, partindo Jesus dali, foi para as partes de Tiro e de Sidom.
E eis que uma mulher cananéia, que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada.
Mas ele não lhe respondeu palavra. E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe, dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós.
E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel.
Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me!
Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos.
E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores.
Então respondeu Jesus, e disse-lhe: O mulher, grande é a tua fé! Seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Somos a engrenagem de uma máquina possante que se chama Universo!

Vivemos em um mundo onde a sabedoria muitas vezes parece se esconder atrás dos olhos do Universo. Somos submetidos a situações que mais nos parecem testes de resistência, tamanha é a grandeza dos acontecimentos. Quem somos? Onde podemos chegar? Quem são nossos amigos? Em quem confiar? Onde estão nossas chances? Onde pegar forças para que tudo isso mude em prol de uma satisfação? Essas e muitas outras dúvidas cercam nossas vidas!

O que pode parecer grandioso, muitas vezes nos espanta com a inferioridade dos resultados. Crenças, certezas, superioridade, e muitas outras razões benéficas se apagam diante das transformações submetidas em nosso dia a dia.

Para tantas razões transformadas, o que muitas vezes nos resta é esperar o tempo passar na esperança de que o Universo se encarregue de tratar da mudança. Será que é assim que devemos agir?

Somos parte de um todo,

somos a engrenagem de uma máquina possante que se chama Universo! Jamais essa engrenagem que somos se manterá lubrificada para a busca do sucesso, caso permaneçamos parados sem insistir no movimento resistente as dificuldades que a vida nos submete.

Curiosamente, neste exato momento que estou escrevendo, meu filho de 22 anos me ligou, seu carro foi aprendido em uma blitz, acostumado a ignorar regras desde pequeno, no trânsito não foi diferente, conclusão, somadas todas as multas acumuladas em um ano, vai ter que arcar com oito mil reais para liberação do veículo! Mas a ligação que ele me deu não foi para arcar com os oito mil reais, foi para me chamar para uma festa na Marina com 20 convidados (limite do barco), pois queria comemorar a apreensão do carro! Eu perguntei: "Você vai comemorar a apreensão do carro? Está ficando doido?" E ele respondeu: "Pai, aprendi que não devo dar importância aos momentos ruins da minha vida, se eu comemorar os momentos ruins da minha vida, eu não darei chances para a tristeza me pegar! Se estou feliz, comemoro, se estou triste, comemoro, minha vida tem quer ser só alegria! Não é isso que você sempre fala, ser feliz?". Sem poder conter as gargalhadas, aprovei completamente sua atitude! Ele continuou: "Pai, inclusive o policial responsável da operação foi convidado, agradeci por ter apreendido meu carro, uma vez que eu poderia sofrer algum tipo de acidente dirigindo neste final de semana, e sem o carro isso não será possível". Mais uma gargalhada e a certeza de que meu filho sabe movimentar a engrenagem que ele é diante do Universo (isso chama-se, poder de superação, ele tem esse domínio)!

Acho que essa postagem pode até parar por aqui, certo? Pois sinceramente nem mesmo eu que procuro sempre ficar atento aos sinais do Universo, tinha ouvido algo parecido. Valeu o aprendizado... Quando algo ruim surgir na sua vida, procure um pontinho se quer do lado positivo do acontecimento, e comemore... Assim, teremos somente momentos bons!!

Dedico essa postagem ao meu filho Rafael Angelo (apelido Rico).

Luz e paz para todos... Se meu filho terminasse esse texto diria: Luz e diversão para todos!!
Abraço,
Marcos Angelo

Todas estas más coisas procedem de dentro e contaminam o homem.

O Evangelho de Marcos relata um episódio similar, no qual Jesus explica como um homem se contamina com o mal que sai dele:
Chamando ele de novo a multidão, disse-lhe: Ouvi-me todos e entendei. Nada há fora do homem, que, nele entrando, possa contaminá-lo; pelo contrário as coisas que saem dele, são as que o contaminam. [Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça.] Tendo deixado a multidão, entrou em casa, e pediam-lhe seus discípulos a explicação da parábola. Ele respondeu: Assim também vós não entendeis? Não compreendeis que tudo o que está fora do homem, entrando nele, não pode contaminá-lo, porque não entra no coração, mas no ventre, e é lançado no lugar escuso? Isto disse, purificando todos os alimentos. Continuou: O que sai do homem, isso é o que o contamina. Pois de dentro, do coração dos homens, é que procedem os maus desígnios, as fornicações, os furtos, os homicídios, os adultérios, as avarezas, as malícias, o dolo, a lascívia, a inveja, a blasfêmia, a soberba e a loucura: todas estas más coisas procedem de dentro e contaminam o homem. (Marcos 7:14-23)

Seus discípulos teriam quebrado a tradição dos anciãos...

No Evangelho de Mateus, os fariseus reclamam a Jesus que seus discípulos teriam quebrado a tradição dos anciãos, pois eles não lavaram suas mãos antes de comer. E a esta provocação, Jesus respondeu:
Chamando a si a multidão, disse-lhe: Ouvi e entendei: Não é o que entra pela boca o que contamina o homem, mas o que sai da boca, é isso o que o contamina. Então os discípulos, aproximando-se de Jesus, perguntaram-lhe: Sabes que os fariseus, ouvindo o que disseste, ficaram escandalizados? Mas ele respondeu: Toda a planta que meu Pai celestial não plantou, será arrancada pela raiz. Deixai-os; são cegos, guias de cegos. Se um cego guiar outro cego, cairão ambos no barranco. Disse-lhe Pedro: Explica-nos a parábola. Respondeu Jesus: Também vós não entendeis ainda? Não sabeis que tudo o que entra pela boca, desce ao ventre e é lançado em lugar escuso? Mas tudo o que sai da boca, vem do coração, e isto contamina o homem. Pois do coração procedem maus pensamentos, homicídios, adultérios, fornicações, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias. Estas coisas são as que contaminam o homem; porém o comer sem lavar as mãos não o contamina. (Mateus 15:10-20)

terça-feira, 23 de abril de 2013

Na orla do manto


E, tendo passado para o outro lado, chegaram à terra de Genesaré.
E, quando os homens daquele lugar o conheceram, mandaram por todas aquelas terras em redor e trouxeram-lhe todos os que estavam enfermos.
E rogavam-lhe que ao menos eles pudessem tocar a orla da sua roupa; e todos os que a tocavam ficavam sãos. 
Mateus 14:34-36



Trazendo a Arca - Pra Tocar no Manto - DVD Live in Orlando 2011

segunda-feira, 22 de abril de 2013

JESUS ANDA SOBRE AS ÁGUAS - II

JESUS ANDA SOBRE AS ÁGUAS - II

E, quando veio a tarde, os seus discípulos desceram para o mar.
E, entrando no barco, atravessaram o mar em direção a Cafarnaum; e era já escuro, e ainda Jesus não tinha chegado ao pé deles.
E o mar se levantou, porque um grande vento assoprava.
E, tendo navegado uns vinte e cinco ou trinta estádios, viram a Jesus, andando sobre o mar e aproximando-se do barco; e temeram.
Mas ele lhes disse: Sou eu, não temais.
Então eles de boa mente o receberam no barco; e logo o barco chegou à terra para onde iam.
João 6:16-21

JESUS ANDA SOBRE AS ÁGUAS-I

JESUS ANDA SOBRE AS ÁGUAS-I

E logo ordenou Jesus que os seus discípulos entrassem no barco, e fossem adiante para o outro lado, enquanto despedia a multidão.
E, despedida a multidão, subiu ao monte para orar, à parte. E, chegada já a tarde, estava ali só.
E o barco estava já no meio do mar, açoitado pelas ondas; porque o vento era contrário;
Mas, à quarta vigília da noite, dirigiu-se Jesus para eles, andando por cima do mar.
E os discípulos, vendo-o andando sobre o mar, assustaram-se, dizendo: É um fantasma. E gritaram com medo.
Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou eu, não temais.
E respondeu-lhe Pedro, e disse: Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas.
E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus.
Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me!
E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?
E, quando subiram para o barco, acalmou o vento.
Então aproximaram-se os que estavam no barco, e adoraram-no, dizendo: És verdadeiramente o Filho de Deus.
Mateus 14:22-33

sábado, 20 de abril de 2013

Alimentando os 5.000

Alimentando os 5.000
Este milagre também é conhecido como "milagre dos cinco pães e dois peixes", dado que João reporta que cinco pequenos pães de cevada e dois peixinhos, fornecidos por um garoto, foram utilizados por Jesus para alimentar a multidão.
De acordo com os evangelhos, quando Jesus ouviu que João Batista havia sido morto, ele recuou solitariamente para um local em Betsaida. A multidão seguiu Jesus à pé a partir das cidades da região. Quando Jesus desembarcou e viu a grande quantidade de gente presente, ele se compadeceu deles e curou seus doentes. Conforme a noite se aproximou, os discípulos chegaram até ele e disseram: "Este lugar é deserto e a hora é já passada; despede, pois, as multidões, para que, indo às aldeias, comprem alguma coisa para comer.". Jesus respondeu: "Não precisam ir; dai-lhes vós de comer.". Os discípulos retrucaram: Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes" e Jesus pediu-lhes que lhos trouxessem.
Ele então ordenou ao povo que se sentasse na grama. Tomando os cinco pães e dois peixes e olhando para o céu, ele agradeceu e partiu os pães. Então ele os deu para os discípulos e eles os deram para o povo. Todos puderam comer e se satisfizeram, sobrando ainda aos discípulos doze cestos com pedaços de pão. O número dos que comeram era cinco mil homens, além das mulheres e crianças.

Alimentando os 4.000

Alimentando os 4.000
Este milagre aparece nos evangelhos de Marcos e Mateus e é conhecido como "milagre dos sete pães e peixes", dado que o Evangelho de Mateus faz referência à sete pães e uns poucos peixes utilizados por Jesus para alimentar uma multidão.
De acordo com os evangelhos, uma multidão se ajuntara e estava seguindo Jesus. Ele chamou os discípulos e disse "Tenho compaixão deste povo, porque há três dias que estão sempre comigo e nada têm que comer. Não quero despedi-los em jejum, para que não desfaleçam no caminho", ao que os discípulos responderam "Onde encontraremos neste deserto tantos pães para fartar tão grande multidão?".
Jesus então perguntou-lhes quantos pães eles tinham e a resposta foi "Sete, e alguns peixinhos." Ele então pediu ao povo que se sentasse e tomou os pães e peixes e agradeceu por eles, quebrando os pães e dando-os aos discípulos que, por sua vez, os distribuíram ao povo. Toda multidão comeu até estar satisfeita e, depois do milagre, ainda sobraram aos discípulos sete cestos com pedações de pão. O número dos que comeram foi de quatro mil, além das mulheres e das crianças.
Após a multidão ter se dispersado, Jesus embarcou num barco e partiu para as proximidades de Magadan.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Eis que tudo se fez novo


E disse-lhes Jesus: Entendestes todas estas coisas? Disseram-lhe eles: Sim, Senhor.
E ele disse-lhes: Por isso, todo o escriba instruído acerca do reino dos céus é semelhante a um pai de família, que tira do seu tesouro coisas novas e velhas. 
Mateus 13:51-52

Depois de conhecermos as parábolas que foram instruídas pelo Senhor,cabe a nós moldarmos nosso caráter e seguirmos uma vida nova e levando do passado somente o que for bom para que sejamos então seguidores de Cristo!

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Parábola da rede


Parábola da rede
Igualmente o Reino dos Céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanha toda a qualidade de peixes. E, estando cheia, a puxam para a praia; e, assentando-se, apanham para os cestos os bons; os ruins, porém, lançam fora. Assim será na consumação dos séculos: virão os anjos, e separarão os maus de entre os justos, E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes. E disse-lhes Jesus: Entendestes todas estas coisas? Disseram-lhe eles: Sim, Senhor. E ele disse-lhes: Por isso, todo o escriba instruído acerca do reino dos céus é semelhante a um pai de família, que tira do seu tesouro coisas novas e velhas. (Mateus 13:47-52)

Bruna Karla - Sou Humano


Sou Humano

Bruna Karla

Deus mais uma vez segure em minha mão
Minha alma aflita pede tua atenção
Cheguei no nível mais difícil até aqui
Me ajude a concluir.
Quando penso que estou forte, fraco eu estou,
Mas quando reconheço que sem Ti eu nada sou
Alcanço os lugares impossíveis, me torno um vencedor.
Estou sentindo minhas forças indo embora
Mas Tua presença me renova nessa hora
(Vem Senhor) vem... e me leva além.
O meu sonho de chegar está tão longe
Sou humano não consigo ser perfeito,
(Vem Senhor) vem... e me leva além.
Deus mais uma vez segure em minha mão
Minha alma aflita pede tua atenção
Cheguei no nível mais difícil até aqui
Me ajude a concluir.
Quando penso que estou forte, fraco eu estou,
Mas quando reconheço que sem Ti eu nada sou
Alcanço os lugares impossíveis,
me torno um vencedor.
Estou sentindo minhas forças indo embora
Mas Tua presença me renova nessa hora
(Vem Senhor) vem... e me leva além.
O meu sonho de chegar está tão longe
Sou humano não consigo ser perfeito,
(Vem Senhor) vem... e me leva além.
Me ajude a ousar com minha fé,
Sou pequeno eu não sei ficar de pé.
Sou dependente, tão dependente,
Vem Senhor ao meu favor.
Me ajude a ousar com minha fé
Sou pequeno eu não sei ficar de pé
Me dá tua mão! Me tira do chão!
Vem me ajudar.
Estou sentindo minhas forças indo embora
Mas Tua presença me renova nessa hora
Vem Senhor, vem, e me leva além.
O meu sonho de chegar está tão longe
Sou humano não consigo ser perfeito
Vem, Senhor, vem, e me leva além.
Estou sentindo minhas forças indo embora
Mas Tua presença me renova nessa hora
Vem Senhor, vem, e me leva além.
O meu sonho de chegar está tão longe
Sou humano não consigo ser perfeito
Vem, Senhor, vem, e me leva... além... além... senhor.

terça-feira, 16 de abril de 2013

Como resultado, uma linda pérola vai se formando.

Pérolas são produtos da dor, resultados da entrada de uma substância estranha ou indesejável no interior da ostra, como um parasita ou grão de areia.

Na parte interna da concha é encontrada uma substância lustrosa chamada nácar. Quando um grão de areia penetra nela, as células do nácar começam a trabalhar e cobrem o grão de areia com camadas e mais camadas para proteger o corpo indefeso da ostra.

Como resultado, uma linda pérola vai se formando.

Uma ostra que não foi ferida, de modo algum produz pérolas, pois a pérola é uma ferida cicatrizada.

O mesmo pode acontecer conosco.

Você já se sentiu ferido pelas palavras rudes de alguém?

Já foi acusado de ter dito coisas que não disse?

Suas ideias já foram rejeitadas ou mal interpretadas?

Você já sofreu o duro golpe do preconceito?

Já recebeu o troco da indiferença?

Então, produza uma pérola!

Cubra suas mágoas com várias camadas de AMOR.

Infelizmente, são poucas as pessoas que se interessam por esse tipo de movimento. A maioria aprende apenas a cultivar ressentimentos e mágoas, deixando as feridas abertas e alimentando-as com vários tipos de sentimentos pequenos e, portanto, não permitindo que cicatrizem.

Assim, na prática, o que vemos são muitas "Ostras Vazias", não porque não tenham sido feridas, mas porque não souberam perdoar, compreender e transformar a dor em amor.

Um sorriso, um olhar, um gesto, na maioria das vezes, vale mais do que mil palavras!

O grão de mostarda

O grão de mostarda
A parábola "sugere o crescimento do reino de Deus a partir de um minúsculo começo até o tamanho do mundo inteiro"

Mais outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda, que um homem tomou e plantou no seu campo; o qual grão é, na verdade, a menor de todas as sementes, mas depois de crescido, é a maior das hortaliças e faz-se árvore, de tal modo que as aves do céu vêm pousar nos seus ramos.» (Mateus 13:31-32) ”

Em Marcos:
“ «Ainda disse: A que assemelharemos o reino de Deus, ou com que parábola o representaremos? É como um grão de mostarda, que, quando semeado na terra, embora seja menor que todas as sementes que há na terra, contudo depois de semeado, cresce e se torna a maior de todas as hortaliças, e deita grandes ramos, de tal modo que as aves do céu podem pousar à sua sombra.» (Marcos 4:30-32) ”

Em Lucas:
“ «Disse, pois: A que é semelhante o reino de Deus, e a que o compararei? É semelhante a um grão de mostarda, que um homem tomou e plantou na sua horta, e que cresceu e fez-se árvore; e as aves do céu pousaram nos seus ramos.» (Lucas 13:18-19) ”

Evangelho de Tomé

No Evangelho de Tomé, a narrativa é:
“ 20. Disseram os discípulos a Jesus: Dize-nos, a que se assemelha o Reino do céus? Respondeu-lhes ele: Ele é semelhante a um grão de mostarda, que é menor que todas as sementes; mas, quando cai em terra, que o homem trabalha, produz um broto e se transforma num abrigo para as aves do céu.

Parábola do fermento

Parábola do fermento
Em Mateus:
“ «Ainda outra parábola lhes propôs, dizendo: O reino dos céus é semelhante ao fermento, que uma mulher tomou e escondeu em três medidas de farinha, até ficar toda ela levedada.» (Mateus 13:33) ”

Em Lucas:
«Disse-lhes mais: A que compararei o reino de Deus? É semelhante ao fermento, que uma mulher tomou e escondeu em três medidas de farinha, até ficar toda ela levedada.» (Lucas 13:20-21) ”

o Evangelho de Tomé:
“ 96. O Reino do Pai é semelhante a uma mulher que tomou um pouco de fermento, misturou-o com a massa, e fez com ela grandes pães. Quem tem ouvidos para ouvir, ouça!

Esta parábola compartilha do mesmo sentido que a anterior, a parábola do grão de mostarda, ou seja, o crescimento forte do Reino de Deus a partir de pequenos começos.O resultado final é inevitável, uma vez que o processo natural de crescimento já começou.

Tesouro escondido


Também o reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido num campo, que um homem achou e escondeu; e, pelo gozo dele, vai, vende tudo quanto tem, e compra aquele campo.
Outrossim, o reino dos céus é semelhante ao homem, negociante, que busca boas pérolas;
E, encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e comprou-a.
Mateus 13:44-46

Esta parábola é geralmente interpretada como ilustrando o grande valor do Reino dos Céus e, portanto, tem um tema semelhante à Parábola da Pérola. John Nolland comenta que a sorte demonstrada na "descoberta" reflete um "privilégio especial" e uma fonte de alegria, mas também reflete um desafio, como o homem da parábola, que abre mão de tudo o que tem a para reivindicar o maior tesouro que ele já encontrara.

João Calvino escreveu sobre esta parábola:
As primeiras duas parábolas são destinadas a instruir os crentes a preferirem o Reino dos Céus ao invés do mundo inteiro e, portanto, negarem a si mesmos e a todos os desejos da carne, para que nada possa impedi-los de obter um bem tão valioso. Precisamos muito de tal advertência; pois estamos tão fascinados pelas seduções do mundo que a vida eterna desaparece da nossa vista; e, em conseqüência da nossa carnalidade, as graças espirituais de Deus estão longe de serem estimadas por nós na medida que merecem.

sexta-feira, 12 de abril de 2013

O reino dos céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo.

«Jesus lhes propôs outra parábola: O reino dos céus é semelhante a um homem que semeou boa semente no seu campo. Mas enquanto os homens dormiam, veio um inimigo dele, semeou joio no meio do trigo e retirou-se. Porém quando a erva cresceu e deu fruto, então apareceu também o joio. Chegando os servos do dono do campo, disseram-lhe: Senhor, não semeaste boa semente no teu campo? pois donde vem o joio? Respondeu-lhes: Homem inimigo é quem fez isso. Os servos continuaram: Queres, então, que vamos arrancá-lo? Não, respondeu ele, para que não suceda que, tirando o joio, arranqueis juntamente com ele também o trigo. Deixai crescer ambos juntos até a ceifa; e no tempo da ceifa direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio e atai-o em feixes para o queimar, mas recolhei o trigo no meu celeiro.» (Mateus 13:24-30)

Uma interpretação é fornecida por Jesus em Mateus 13:36-43:


«Então tendo deixado as turbas, entrou Jesus em casa. Chegando-se a ele seus discípulos, disseram: Explica-nos a parábola do joio do campo. Ele respondeu: O que semeia a boa semente, é o Filho do Homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo que o semeou, é o Diabo; a ceifa é o fim do mundo e os ceifeiros são anjos. Pois assim como o joio é ajuntado e queimado no fogo, assim será no fim do mundo. O Filho do Homem enviará os seus anjos, e eles ajuntarão do seu reino tudo o que serve de pedra de tropeço e os que praticam a iniquidade, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá o choro e o ranger de dentes. Então os justos brilharão como o sol no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça.» (Mateus 13:36-43)

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Sejamos sementes que caíram em boa terra...

Sejamos sementes que caíram em boa terra...

Tendo Jesus saído de casa, naquele dia, estava assentado junto ao mar;
E ajuntou-se muita gente ao pé dele, de sorte que, entrando num barco, se assentou; e toda a multidão estava em pé na praia.
E falou-lhe de muitas coisas por parábolas, dizendo: Eis que o semeador saiu a semear.
E, quando semeava, uma parte da semente caiu ao pé do caminho, e vieram as aves, e comeram-na;
E outra parte caiu em pedregais, onde não havia terra bastante, e logo nasceu, porque não tinha terra funda;
Mas, vindo o sol, queimou-se, e secou-se, porque não tinha raiz.
E outra caiu entre espinhos, e os espinhos cresceram e sufocaram-na.
E outra caiu em boa terra, e deu fruto: um a cem, outro a sessenta e outro a trinta.
Mateus 13:1-8

Eis que Ele mesmo explica:

Escutai vós, pois, a parábola do semeador.
Ouvindo alguém a palavra do reino, e não a entendendo, vem o maligno, e arrebata o que foi semeado no seu coração; este é o que foi semeado ao pé do caminho.
O que foi semeado em pedregais é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria;
Mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e, chegada a angústia e a perseguição, por causa da palavra, logo se ofende;
E o que foi semeado entre espinhos é o que ouve a palavra, mas os cuidados deste mundo, e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e fica infrutífera;
Mas, o que foi semeado em boa terra é o que ouve e compreende a palavra; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta.
Mateus 13:18-23

#Lições | Lição do Dia: Palavras ao vento

#Lições | Lição do Dia: Palavras ao vento

Certa vez, um homem tanto falou que seu vizinho era ladrão, que o vizinho acabou sendo preso.

Algum tempo depois, descobriram que o rapaz era inocente, ele foi solto, e, após muita humilhação resolveu processar seu vizinho (o caluniador).

No tribunal, o caluniador disse ao juiz:

- Para mim os comentários não causam tanto mal assim pois são apenas comentários... e o juiz respondeu:

-Escreva então os comentários que você fez sobre ele num papel.depois pique o papel e jogue os pedaços pelo caminho de casa e amanhã, volte para ouvir a sentença!
O homem obedeceu e voltou no dia seguinte, quando o juiz disse:

- Antes da sentença, terá que catar os pedaços de papel que espalhou ontem! -Não posso fazer isso, meritíssimo! - respondeu o homem - o vento deve tê-los espalhados por tudo quanto é lugar e já não sei onde estão! Ao que o juiz respondeu:

- Da mesma maneira, um simples comentário que pode destruir a honra de um homem, espalha-se a ponto de não podermos consertar o mal causado; se não se pode falar bem de uma pessoa, é melhor que não se diga nada!
Sejamos senhores de nossa língua, para não sermos escravos de nossas palavras.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Voltarei para a minha casa, de onde saí.

E, quando o espírito imundo tem saído do homem, anda por lugares áridos, buscando repouso, e não o encontra.
Então diz: Voltarei para a minha casa, de onde saí. E, voltando, acha-a desocupada, varrida e adornada.
Então vai, e leva consigo outros sete espíritos piores do que ele e, entrando, habitam ali; e são os últimos atos desse homem piores do que os primeiros. Assim acontecerá também a esta geração má.
Mateus 12:43-45

Não foi o Pastor,obreiro,evangelista ou algum membro que rogou praga para que a sua vida vire uma desgraça porque você decidiu parar de ir na igreja,na verdade foi você que decidiu se afastar da presença de Deus,e ao deixar a casa vazia,sem o Espírito Santo,os demônios que estão vagando,acham ali uma morada limpa,perfeita para hospedar a ele e mais sete demônios.
Não deixe brecha,não hospede o mal,busque o Espírito Santo!

terça-feira, 9 de abril de 2013

QUAIS FRUTOS SUA ÁRVORE ESTÁ DANDO?

Quando recebemos o Consolador passamos a sair da dependência de outras pessoas para dizer se devemos seguir em frente ou não,o Espírito Santo nos dá a certeza,nos dá paz nas decisões, nos orienta em que caminho devemos seguir,e quando erramos,nos sentimos incomodados.
O Espírito Santo veio para nos tornar aptos a servir ao Senhor Jesus e a dependermos somente dEle.
Na cabeça de pessoas ignorantes espirituais, Ele só serve para fazer adivinhações,para prever o futuro,para fazer profecia.

"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.
Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?
Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.
Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.
Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.
Portanto, pelos seus frutos os conhecereis."
Mateus 7:15-20

#Lições | Lição do Dia: O Manual do Fabricante

#Lições | Lição do Dia: O Manual do Fabricante


Há muito tempo atrás, um homem que possuía um carro da marca Ford, passeava pela cidade exibindo-o todo orgulhoso e falando a todos do conforto, maciez e velocidade do mesmo; fazia inveja a muita gente.

Passeando, passeando...um dia bem no meio da rua principal da cidade o motor do possante morreu, este parou, e nada, nada neste mundo fazia aquele carro pegar novamente. O dono tentava dar partidas em vão, quase acaba com a bateria.

Desceu do carro, abriu o capô, fechou, abriu de novo, chamou o mecânico que com a mão e a cara toda suja de graxa disse que nada podia fazer, só poderia ser magia, pois o carro era tão bom que não deveria parar daquele jeito!

O homem desconsolado, perdeu a pose, sentou na calçada e ficou olhando sem saber o que fazer!

Um desconhecido que por ali passava, viu aquela cena, se aproximou do dono do carro e lhe perguntou o que havia acontecido. O homem lhe contou que passeava normalmente, de repente morreu o motor e nada mais pode ser feito.

“Me permita?” disse o estranho, “se o senhor não se importar gostaria de dar uma olhada no motor...”


Meio desconfiado, pois nem o conhecia, acabou deixando por não ter mais a quem recorrer, mas avisou: “O senhor está com esta roupa nova e limpa, cuidado para não se sujar muito!”

O estranho se dirigiu ao capô, pegou uma pecinha bem pequena e colocou-a num determinado lugar, ligou um pequeno fio e disse ao dono do carro: “Pronto senhor, pode dar a partida agora”
Nem precisa dizer que o homem olhou assustado, desconfiado, pois nem mesmo a pontinha da unha do outro estava suja de graxa, mas novamente pela falta de alternativa, entrou no carro, deu a partida e... vruummmm, pegou mesmo.

Desceu do carro e disse: “Muito obrigado senhor...senhor...qual é mesmo seu nome?”

“Ah! que distraído que sou. Desculpe-me não ter me apresentado antes, meu nome é Henry Ford. Fui eu quem construiu estes carros e creio que posso dizer que sei como ninguém como eles funcionam!!!”

Assim como não é difícil acreditar que o carro tem um criador, também não deveria ser difícil para o ser humano crer que ele tem um Criador. Muito mais que isso: Ele sabe como funcionamos, sabe o que precisamos, quando, onde... Então porque será que quando algo não vai bem corremos atrás de todo mundo menos de quem nos criou?

Além de tudo o Criador deixou de presente para o homem seu “manual do fabricante” que é a Bíblia Sagrada que contém tudo o que precisamos saber para uma vida mais amena, e a indicação para nossa Salvação.

Leiamos a Bíblia - Creiamos em Deus.

Postado por Bispo Jadson Santos

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Deus não rejeita um coração arrependido

E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos.
E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores?
Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes.
Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.
Mateus 9:10-13

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Quem faz tal coisa é abominação


Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro;
Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos;
Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao SENHOR; e por estas abominações o SENHOR teu Deus os lança fora de diante de ti. 
Deuteronômio 18:10-12

Dois Senhores


Ou você ora para Deus te dar uma resposta para as questões que surgem na sua vida ou você consulta o horóscopo,adivinho,runas... pela manhã.Simples assim!
Ninguém é obrigado a seguir aos preceitos de Deus,mas o verdadeiro Cristão sempre espera no Senhor.
Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom.
Mateus 6:24

terça-feira, 2 de abril de 2013

Tudo tem seu tempo



Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.
Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; 
Eclesiastes 3:1-2

Coisas que eu vi


Num culto normal,Deus chamou a minha atenção para que eu prestasse atenção numa moça;não reparasse,falasse dela,mas que a observasse.
Sempre prestativa,limpava a igreja com orgulho,sua família começou a vir em peso,ocupavam boa parte das cadeiras da frente.Não levou muito tempo até que ela se tornasse obreira da igreja.
Certo dia ela levantou,foi até o altar e deu seu testemunho.Disse que era catadora de lixo,que trabalhava no lixão até que conheceu a obra de Deus e Deus deu a ela dois empregos dignos,que seu marido também estava bem empregado,que haviam comprado um bom carro e que tudo ia bem.
Passou algumas semanas e eu vi que ela começou a se ausentar do culto,que sua família já não vinha com tanta frequência e que seu comportamento era bem arrogante.Ela se portava de forma diferente,parecia que não era mais a mesma pessoa,não amava mais a obra.
Não demorou muito até que ela e sua família parasse definitivamente de frequentar o culto.
Certo dia estava sentada em frente ao local em que eu trabalho,quando vi parar o caminhão da coleta seletiva bem na minha frente.Olho e vejo ela,ali,pendurada atrás do caminhão coletando lixo.Ela me olhou assustada, parecia que havia levado um susto,mas na verdade fui eu que levei um choque por vê-la ali.Ela baixou os olhos,com semblante envergonhado e seguiu ali atrás.
Aí eu entendi tudo,porque Deus mandou que eu a observasse.Ele me deu uma grande lição.
Ele pode nos tirar do lixo,ele pode transformar nossas vidas,mas muitas vezes Ele demora a nos atender porque Ele sabe que se nós não mudarmos nossas atitudes,Ele vai nos perder para o dinheiro,para o poder,para o mundo.
Do lixo ela saiu e para o lixo ela voltou!

segunda-feira, 1 de abril de 2013

Dou a minha vida...






Eu sou o bom Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido. Assim como o Pai me conhece a mim, também eu conheço o Pai, e dou a minha vida pelas ovelhas.

Dor da separação


"Quando fazia resplandecer a sua lâmpada sobre a minha cabeça, quando eu, guiado por sua luz, caminhava pelas trevas; como fui nos dias do meu vigor, quando a amizade de Deus estava sobre minha tenda...” Jó 29.3-4

Por isso, obreiros, membros, pastores, bispos e esposas; ou seja, todos nós cada vez mais devemos valorizar o alto e inestimável privilégio de desfrutar da presença, do amor e da misericórdia de Deus em nossas vidas. Pois, como deve ser triste, torturante e desesperador viver separado de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo; viver com um buraco (vazio) dentro de si. Somente quem está longe dEle pode descrever tal situação.

Trecho tirado da postagem do Bispo Sergio Correia