Pular para o conteúdo principal
A Bíblia relata que certo dia Jesus percebeu a quantidade numerosa de pessoas que O seguiam por vários lugares e então começou a ensiná-las sobre as leis de Deus.
Entre esses ensinamentos, também mostrou um “modelo” de oração, para que as pessoas percebessem que alguns conceitos são importantes quando estamos na presença do Senhor.
Essa oração ensinada pelo Senhor Jesus não tinha como objetivo a repetição de palavra por palavra. Não era para ser memorizada e repetida mecanicamente pelas pessoas. Jesus as estava ensinando como orar. Esse modelo tem uma hierarquia, ou ainda, uma ordem de importância entre os assuntos abordados para com Deus.
1. Reconhecer Deus como Senhor:
"Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o Teu nome;" Mateus 6.9
Quando entrarmos na presença de Deus, é importante declararmos reverência ao Seu nome, pois apenas por meio dEle é que podemos alcançar o Seu Reino e a Sua justiça. Ele é o Criador dos céus e da Terra e está acima do mal que nos oprime. Por isso, reconhecemos Sua glória.
2. Conforme a vontade de Deus:
"venha o Teu reino; faça-se a Tua vontade, assim na terra como no céu;" Mateus 6.10
Devemos sempre fazer a vontade de Deus, assim como o Senhor Jesus exemplificou durante a Sua missão neste mundo. Lúcifer, ao contrário, agiu erroneamente se colocando superior a Deus, e isso lhe custou o Reino dos Céus. Aquele que somente ora para "barganhar" favores de Deus não vive pelo Espírito, vive pela própria carne, porque deseja usar Deus para satisfazer as próprias vontades. Não procura a presença de Deus para realmente adorá-Lo, mas deseja algo em troca.
3. Apenas Deus supre nossas necessidades:
"o pão nosso de cada dia dá-nos hoje;" Mateus 6.11
O Senhor nos abençoa todos os dias para conquistarmos vitórias neste mundo. Somos dependentes de Deus até mesmo para as necessidades básicas, tais como "o pão de cada dia", e somente por meio dEle podemos ser supridos. Por isso, devemos ser verdadeiramente gratos a Ele pelas providências diárias.
4. É preciso ter comunhão com Deus:
"e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores;" Mateus 6.12
A comunhão com Deus somente é possível quando agimos de acordo com a Sua Palavra. Buscar o Seu perdão, significa o mesmo que desejar viver conforme a Sua vontade e negar a influência do pecado. Quem sente mágoa e rancor de alguém não consegue alcançar as graças de Deus durante a oração, pois, como Ele é justo, perdoa os que perdoam o próximo. É preciso saber reconhecer as próprias falhas diante do Senhor e buscar a Sua justiça.
5. Guardar a fé até o fim:
"e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal [pois Teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém]!" Mateus 6.13
É preciso persistir em manter a vida nos caminhos de Deus. Muitos desistem no meio da caminhada. Até conheceram Deus e Sua plenitude no passado, mas hoje vivem como lâmpadas apagadas. Não se desviaram da tentação, não guardaram a fé. Porém, o Senhor pode nos proteger de todo o mal nessa trajetória, basta permanecermos em comunhão com Ele até o fim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa uma guirlanda em sua porta?

O que significa uma guirlanda em sua porta?


Afinal, de onde veio e para que serve a guirlanda? O que significa esse símbolo que você tem ostentado na sua porta?
Guirlanda nada mais é que uma coroa de folhas e/ou flores, em geral, utilizada como forma de honrar deuses do paganismo. Em todas as culturas, o ato de pendurar a guirlanda na porta é um sinal de legalidade (autorização) para movimentação espiritual.
A única citação que a Bíblia faz sobre coroas de material “vegetal” (ramos, folhas, flores, galhos) é com referência ao escárnio de romanos e judeus a Jesus. Nenhuma outra coroa desse tipo é utilizada na Bíblia.
A origem da guirlanda, assim como todos os outros símbolos e o próprio Natal, é o paganismo. Você vai cansar de ouvir essa história de que tudo vem do paganismo, nós também vamos cansar de contar, porque a maioria das festas e celebrações de nosso calendário tem essa origem.
Esse adorno é um símbolo memorial de consagração, utilizado como oferenda, enfeite funeral, adoração ao …

O mel, o leão e o enigma de Sansão!

O mel, o leão e o enigma de Sansão!

Depois de alguns dias, Sansão e seus pais desceram para o casamento.

E logo após a cerimonia, Sansão deu um banquete, como era o costume dos noivos.

Como hoje, naquela época em festas de casamentos se convidavam os amigos. Mas como Sansão estava em terra estranha, não pode convidar seus amigos, de modo que só haviam convidados filisteus.

Então a noiva convidou 30 amigos filisteus para sua festa de casamento que duraria uma semana.

Foi quando Sansão propôs um enigma sobre o leão e o mel aos trinta convidados ali presentes e uma aposta.

E Sansão lhes disse:

_ Atenção meus convidados! Eu tenho uma adivinhação... Quero ver se vocês filisteus além de bárbaros são inteligentes.

_ Hum... E o que vamos apostar?

_ Aposto trinta túnicas de linho puro e trinta roupas finas que, antes de se passarem os sete dias da festa de casamento, vocês não me darão a resposta.

Eles responderam:

_ Então diga qual é a adivinhação?

Sansão disse:

_ Do que come saiu …

Ninguém conhece a sua dor.

Ninguém conhece a sua dor.
Ninguém entende o seu sofrimento.
Não brigue, não retruque, não fique de mal com mundo e não maldiçoe a sua existência.
Jó além de sofrer com suas dores e perdas ainda teve que lidar com seus acusadores que nada sabiam e muito falavam. Talvez você também esteja nesta situação, cheio de acusadores e ninguém que estenda uma mão no pior momento da sua vida. Mas eu tenho um recado para te dar: Não temas, não desista, não espere nada de ninguém, vá até uma igreja, peça uma oração, faça uma oração, busque Deus.
Ponha a sua vida nos eixos dentro dos preceitos de Deus e deixe que Ele te guie daqui para frente porque com Ele tenha a certeza de que você sairá desta e só caminhará no rumo certo sem olhar para trás.
‪#‎deus‬‪#‎caminho‬