Pular para o conteúdo principal

Ciência comprova: As relações que duram mais dependem de 2 coisas básicas

Ciência comprova: As relações que duram mais dependem de 2 coisas básicas
Está sobrando agressividade, desrespeito e desinteresse em seu relacionamento? Esse estudo aponta duas coisas básicas que podem salvá-lo.

Por: Karin Cristina Guedes de Oliveira


    Milhares de casais se unem em matrimônio anualmente. No Brasil, o mês das noivas é maio, nos Estados Unidos, o mês mais popular para casamento é o mês de junho, onde em média 13.000 casais dizem "sim".

    Desses casais que decidem passar a vida juntos, muitos não conseguem levar o relacionamento por muito tempo. Se você parar agora e analisar quantos casais você conhece que se casaram e se divorciaram, certamente terá que anotar, ou perderá a conta. Pensando nisso, que o psicólogo, John Gottman, juntamente com sua esposa também psicóloga, Julie Gottman, realizaram um estudo com casais para entender melhor o motivo do fracasso e do sucesso de seus relacionamentos.

    A conclusão a que chegaram pode parecer óbvia demais, porém ao analisarmos os detalhes de nossos próprios relacionamentos, certamente identificaremos pontos que precisam de mais atenção.

    Segundo o estudo dos Gottmans, as duas coisas básicas que movem um relacionamento até o fim da vida são generosidade e bondade.

    John e Julie criaram o "The Lab Love" (O Laboratório do Amor), levaram 130 casais para seu laboratório do amor, onde passaram o dia realizando tarefas corriqueiras como comer, cozinhar, limpar, enquanto os cientistas sociais os analisavam. Ao fim das análises, os estudiosos classificaram os casais em dois grupos: mestres e desastres. Passaram-se seis anos e os casais foram chamados novamente. Os mestres permaneciam juntos e felizes. Os casais que pertenciam ao grupo "desastres" ou não estavam mais casados ou permaneciam juntos, porém infelizes. Esse resultado levou os cientistas a conclusão de que a generosidade é fundamental para o relacionamento entre o casal. Atos simples como responder a perguntas rotineiras com agressividade ou com generosidade afeta o futuro e a qualidade do seu relacionamento. Perguntas como: "Você viu aquele pássaro?" podem ser a deixa para a esposa demonstrar mais interesse pelos gostos do marido, agindo com generosidade e bondade, criando uma conexão entre os dois. Respostas ríspidas, desinteressadas ou ignorar o apontamento do seu companheiro por indiferença, significam bem mais do que apenas cansaço, ocupação, falta de tempo. Mas sim, podem representar que tudo é mais importante do que as coisas bobas que ele ou ela apreciam.

    O estudo apontou que temos duas respostas a escolher quando se trata das questões de nossos companheiros, podemos optar por respostas generosas que nos aproximam como casal ou respostas ríspidas que nos afastam um do outro. Os "mestres" escolhiam respostas generosas, criavam uma conexão com o companheiro, demonstrando-lhe interesse em suas necessidades emocionais. Pessoas que agem com bondade e generosidade, como os casais que pertenciam ao grupo de "mestres" preocupam-se em criar um ambiente de apreciação e gratidão pelo o que o companheiro faz, em contrapartida, casais "desastres" constroem um ambiente baseado na insatisfação, sempre apontando para os erros do outro, para o que ele deixou de fazer, esquecendo-se dos pontos positivos.

    A pesquisa mostrou que em situações como, o atraso da esposa ao se preparar para um jantar pode ser encarado pelo marido de duas maneiras diferentes: com bondade e generosidade ou com agressividade, concentrando-se apenas no fato de que ela sempre se atrasa, nunca se apronta na hora combinada, desconsiderando que o atraso pode ter sido motivado pelo tempo que ela gastou preparando uma surpresa para ele.
    Generosidade e bondade

    Generosidade e bondade podem salvar seu relacionamento. Não estou dizendo que no dia de aniversário de casamento, uma vez ao ano, você fará aquela surpresa linda, e pronto. O que a pesquisa revelou implica na aplicação diária de doses de generosidade e bondade, seja relevando uma coisa aqui, sendo gentil em outra situação ali, evitando cobranças desnecessárias e sempre, sempre e sempre concentrar-se no que a outra pessoa fez e faz de positivo, não de negativo. Sua esposa foi ao supermercado e comprou só alimentos, esquecendo-se do creme dental? Você escolhe: seja agressivo e reclame do creme que ela esqueceu ou agradeça pela comida que comprou. Sua escolha dirá que tipo de relacionamento você está vivendo.

    John e Julie Gottman, após estudarem os casais com eletrodos enquanto conversavam, concluíram que casais do grupo "desastres" ficavam fisicamente afetados ao dialogarem com seus companheiros, fisiologicamente eram como se estivessem em guerra ou enfrentando um leopardo. Os "mestres" apresentavam passividade, relaxamento e tranquilidade ao conversarem. E você? A qual grupo pertence?
#casamento

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa uma guirlanda em sua porta?

O que significa uma guirlanda em sua porta?


Afinal, de onde veio e para que serve a guirlanda? O que significa esse símbolo que você tem ostentado na sua porta?
Guirlanda nada mais é que uma coroa de folhas e/ou flores, em geral, utilizada como forma de honrar deuses do paganismo. Em todas as culturas, o ato de pendurar a guirlanda na porta é um sinal de legalidade (autorização) para movimentação espiritual.
A única citação que a Bíblia faz sobre coroas de material “vegetal” (ramos, folhas, flores, galhos) é com referência ao escárnio de romanos e judeus a Jesus. Nenhuma outra coroa desse tipo é utilizada na Bíblia.
A origem da guirlanda, assim como todos os outros símbolos e o próprio Natal, é o paganismo. Você vai cansar de ouvir essa história de que tudo vem do paganismo, nós também vamos cansar de contar, porque a maioria das festas e celebrações de nosso calendário tem essa origem.
Esse adorno é um símbolo memorial de consagração, utilizado como oferenda, enfeite funeral, adoração ao …

O mel, o leão e o enigma de Sansão!

O mel, o leão e o enigma de Sansão!

Depois de alguns dias, Sansão e seus pais desceram para o casamento.

E logo após a cerimonia, Sansão deu um banquete, como era o costume dos noivos.

Como hoje, naquela época em festas de casamentos se convidavam os amigos. Mas como Sansão estava em terra estranha, não pode convidar seus amigos, de modo que só haviam convidados filisteus.

Então a noiva convidou 30 amigos filisteus para sua festa de casamento que duraria uma semana.

Foi quando Sansão propôs um enigma sobre o leão e o mel aos trinta convidados ali presentes e uma aposta.

E Sansão lhes disse:

_ Atenção meus convidados! Eu tenho uma adivinhação... Quero ver se vocês filisteus além de bárbaros são inteligentes.

_ Hum... E o que vamos apostar?

_ Aposto trinta túnicas de linho puro e trinta roupas finas que, antes de se passarem os sete dias da festa de casamento, vocês não me darão a resposta.

Eles responderam:

_ Então diga qual é a adivinhação?

Sansão disse:

_ Do que come saiu …

Ninguém conhece a sua dor.

Ninguém conhece a sua dor.
Ninguém entende o seu sofrimento.
Não brigue, não retruque, não fique de mal com mundo e não maldiçoe a sua existência.
Jó além de sofrer com suas dores e perdas ainda teve que lidar com seus acusadores que nada sabiam e muito falavam. Talvez você também esteja nesta situação, cheio de acusadores e ninguém que estenda uma mão no pior momento da sua vida. Mas eu tenho um recado para te dar: Não temas, não desista, não espere nada de ninguém, vá até uma igreja, peça uma oração, faça uma oração, busque Deus.
Ponha a sua vida nos eixos dentro dos preceitos de Deus e deixe que Ele te guie daqui para frente porque com Ele tenha a certeza de que você sairá desta e só caminhará no rumo certo sem olhar para trás.
‪#‎deus‬‪#‎caminho‬