Neemias não fugiu da batalha
A vida é uma guerra constante e a vitória só pertence àqueles que perseveram até o fim. Não é fácil, mas é necessário. Aqueles que viram as costas para seu inimigo demonstram medo e podem ser alvejados com facilidade, sem nenhuma chance de se desviar das setas lançadas. Por isso, o melhor caminho é sempre enfrentá-los.
Neemias fez isso. Seu exemplo mostra que nós também não podemos fugir da batalha. O soldado que foge da guerra está praticando um ato de covardia. Por que fugirmos, se nossa guerra já está ganha? Por que fugir da batalha se o Senhor Jesus caminha conosco e nos dá vitória? O apóstolo Paulo diz: “Em Cristo somos mais que vencedores”, Rm 8: 37. Não há nada a temer. Basta obedecermos à sua vontade.
Semaías, alegando falsamente que seus inimigos poderiam vir à noite e matá-lo, convidou Neemias para fugir e se esconder no templo, Ne 6: 10-11. Contudo, ele não aceitou tal proposta porque tinha a certeza de que era um homem de Deus e, por isso, não poderia fugir ao seu compromisso. O Senhor lhe daria vitória.
Assim, mesmo ameaçado, concluiu toda a obra de reconstrução de Jerusalém e teve a alegria de ver os judeus retornando do cativeiro babilônico e celebrando a Deus. Esdras, o líder religioso, fez um apelo para o povo voltar-se para Deus, leu a lei do Senhor para todos e eles se reconciliaram com Deus. E uma nova fase se instalou na vida de Israel, porque Neemias ouviu a voz de Deus, confiou nele e não fugiu à batalha.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa uma guirlanda em sua porta?

Não sou o que os outros querem que eu seja, eu sou quem eu tenho que ser

O mel, o leão e o enigma de Sansão!