O preço do pecado é alto

Eu estava com a vida perfeita. Tudo dando certo e um certo dia, sem querer, eu desafiei o diabo com um pensamento tolo de que eu estava tão firme na minha fé que o diabo teria que usar uma arma muito poderosa para me atingir e mesmo assim ele seria derrotado.
E um certo dia, quando me dei conta, eu estava ferida porque o mal me atingiu.
Lembrei de Jó que foi atingido quando tudo estava bem e lembrei de Sansão que dava conversa para Dalila até que ela o derrotou.
O mal chegou devagarinho, com algo que parecia perfeito, que eu achava que era de Deus, mas eu esqueci de olhar os sinais, a raiz que não era de Deus. Não pode ser de Deus se vier embasado no pecado em algo que desagrada Deus. Eu estava tão feliz, que fui alimentando e me distanciando de Deus.
Quando acordei, que enxerguei que algo não estava bem e que eu precisava urgente de Deus, a minha vida estava em ruínas. Caí anestesiada, pode se dizer assim.
Doeu tomar algumas decisões, me afastar de algumas pessoas e circunstâncias, mas era necessário para restabelecer meu laço com Deus.
Implorei para voltar ao início e começar a minha relação com o Pai lá do inicio como se eu estivesse chegando hoje na igreja e na presença dEle. Comecei do zero, como serva  e como se eu precisasse aprender tudo de novo.
E devagarinho a minha vida foi entrando nos eixos e Deus foi restabelecendo a minha vida.
Foi duro e foi aí que me dei conta que tudo aconteceu porque lá atrás eu me achei superior e desafiei o mau.
Não brinque com o inimigo. Não dê conversa. Se afaste enquanto é tempo.

Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar;
1 Pedro 5:8

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O que significa uma guirlanda em sua porta?

Não sou o que os outros querem que eu seja, eu sou quem eu tenho que ser

O mel, o leão e o enigma de Sansão!